25.5 C
Brasília
25.5 C
Brasília
terça-feira, julho 16, 2024
spot_img

MAPA Monitora a Atuação das Seguradoras no Rio Grande do Sul

Desde o início dos eventos climáticos extremos que afetaram o Rio Grande do Sul no final de abril, o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) está monitorando a atuação das seguradoras habilitadas no Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). Do total de aproximadamente 16 mil apólices comercializadas para as principais culturas de verão (arroz, milho e soja), cerca de 3 mil estão com aviso de sinistro até o momento.

Para o diretor de Gestão de Riscos do MAPA, Jônatas Pulquério,”esse acompanhamento é importante para termos um panorama das consequências desses eventos nas lavouras seguradas. Nossa preocupação, neste momento, é que o produtor que contratou o seguro seja atendido da melhor maneira possível”.

De acordo com a Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg), as seguradoras que operam no ramo de seguro rural vêm adotando procedimentos emergenciais e reforçando sua estrutura de atendimento regional para oferecer adequada assistência aos segurados no Rio Grande do Sul. A Fenseg ressalta que a situação real ainda não está completamente definida, pois muitos segurados ainda não comunicaram a ocorrência dos sinistros. A dificuldade de comunicação, comprovação e apuração dos sinistros também está sendo afetada pela impossibilidade de vistorias e pelo extravio de documentos. No entanto, a entidade destaca que, para as comunicações recebidas, as seguradoras estão enviando peritos para regular os sinistros a campo.

A Fenseg também destaca que os segurados possuem meios regulares para notificar um sinistro à seguradora, conforme orientado nas Condições Gerais da apólice, como envio de e-mail, contato telefônico e contato via canal de comunicação da seguradora.

Para suprir a necessidade de profissionais no local para realizar as vistorias, está sendo efetuado o deslocamento de peritos agrícolas de outras regiões do Brasil para o Rio Grande do Sul. Apesar disso, permanecem os meios usuais de requisição de perícia, observando a viabilidade de acesso aos locais afetados. Sobre a documentação exigida na regulação de sinistro, como as notas fiscais de aquisição de insumos, as seguradoras e seus comitês internos estão avaliando como flexibilizar a apresentação desses documentos para atender ao segurado de maneira mais ágil e eficiente.

O MAPA, juntamente com a Fenseg e as seguradoras, permanece atento e comprometido com a rápida resolução dos sinistros, garantindo suporte integral aos produtores rurais afetados pelos recentes desastres climáticos.

Redação

Relacionados

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

Recentes