25.5 C
Brasília
25.5 C
Brasília
terça-feira, julho 16, 2024
spot_img

ALERTA: Agricultores precisam estar atentos à fertilidade do solo devido ao calor intenso em diversas regiões, diz especialista

Além das altas temperaturas, a falta de chuvas também pode prejudicar a produção de safras neste fim de ano

A intensa onda de calor que tem afetado diversas regiões em Mato Grosso pode gerar preocupações entre os agricultores, devido aos impactos potenciais na fertilidade do solo e na produção agrícola. Com temperaturas elevadas, chuvas irregulares e a previsão de calor intenso persistindo, é crucial que os agricultores estejam atentos e adotem medidas para preservar o solo e garantir o sucesso das safras.
O calor extremo pode desencadear uma série de desafios para a agricultura, incluindo a perda de nutrientes do solo, a redução da atividade microbiana benéfica e a desidratação das plantas. Diante desse cenário, a atenção à nutrição das plantas e à fertilidade se torna ainda mais essencial para mitigar os impactos negativos das altas temperaturas.
De acordo com Alvaro Fachim, coordenador do curso de Agronomia da Faculdade Anhanguera, a orientação é para que os agricultores estejam atentos e preparados para todas as circunstâncias, garantindo a aplicação correta de fertilizantes e a manutenção de níveis adequados de nutrientes no solo.
“Diante desse contexto, a adoção de tecnologias e práticas sustentáveis, como a agricultura de precisão e o manejo integrado de nutrientes, pode ser fundamental para preservar a fertilidade do solo e garantir a produtividade das lavouras em face do calor intenso”, destaca o docente.
Abaixo, o especialista listou algumas recomendações para os agricultores enfrentarem essas condições adversas:
– Realize análises periódicas do solo para verificar os níveis de nutrientes e matéria orgânica;
– Adotar práticas de manejo que contribuam para a manutenção da fertilidade do solo, como a rotação de culturas e a aplicação de adubos orgânicos;
– Utilizar variedades de plantas adaptadas às condições climáticas da região;
– Monitorar o desenvolvimento das lavouras e tomar medidas preventivas caso seja necessário.
Fonte: Leia Agora

Relacionados

Deixe uma resposta

- Publicidade -spot_img

Recentes